Drogas Sinteticas – Novas Substâncias legais

drogas legais

No passado, as drogas encontravam-se divididas em 3 grande grupo, as drogas depressoras do sistema nervoso central, as drogas estimulantes do sistemas nervosa central e as drogas perturbadoras do sistema nervoso central, isto é, são drogas que alteram o estado da pessoa, alguma legais como por exemplo, o álcool (droga legal depressora) outras ilegais deriva do opio, como a cocaína, anfetaminas o MDMA, crack (drogas estimulantes) e (alucinogénios) como a cannabis, o haxixe, cogumelos, LSD ecstasy.Actualmente, regista-se o aumento das drogas legais, uma vez sintetizadas, capazes de produzir os mesmos efeitos que as drogas ilegais, uma vez que não possuem as substancias ou princípios psicoativos proibidos por lei, podendo estas serem vendidas legalmente e ate mesmo pela internet. Estas mesmo drogas, uma vez sintetizadas tornam-se desconhecidas na sua acçao, pois possuem a capacidade de serem substituídas por outras substancias, alterando apenas alguns compostos, verificando-se assim a existência de um grande numero de drogas legais sintetizadas comercializadas legalmente como calmantes, incensos, fertilizantes e outros.

drogas legais

Venda

Com possibilidade de venda pela internet estas drogas adquire uma escala global uma vez que podem ser enviadas pelos correios, sem que fiquem retidas, uma vez que são legais e tornam toda a população um potencial consumidor. No entanto, é necessário ter presente que neste caso, “legal” não significa” isento de perigo. Desta forma é adquirida pela população consumidora das mesmas uma falsa perceção sobre estas “novas drogas”, onde o risco é anunciado como nulo ou baixo, pois a dependência destas substancias, pela falta de dados ou estudos relativamente aos seus efeitos a longo prazo no organismo humano, colocando-os em situações de extrema perigosidade, pois o facto de não saber aquilo que se esta a consumir assim como as consequências directas a nível físico e psicológico, podendo originar episódios psicóticos, problemas cardíacos ou ate mesmo a morte, assim como podendo estar associados ao consumo dedrogas “duras”(ilegais).

População

Estas drogas têm como população alvo, os jovens que procuram destacar-se da sociedade cada vez mais marcada pela indiualidade e a busca do desvio do comum, reconhecidos com alternativos. Estas drogas apesar de adquirirem a denominação de “legais” são consideradas na mesmo como comportamentos desviantes, tais como, as drogas ilegais. Torna-se alarmantes tais casos uma vez que o fácil acesso, baixo custo e a alta intensidade da droga, nas populações alvo, nomeadamente os jovens, pois a procura de “afirmação” perante a sociedade, a impulsividade e pela recusa de serem “excluídos” do grupo, os fazemquerer experimentar. No entanto, também se verifica um comportamento desviante perante as empresas vendedoras destas substancias uma que procuram rastear as drogas ilegais e com o avanço das tecnologias as entidades de despiste de droga tornam-se cada vez mais competentes no reconhecimento. Buscam uma nova forma de tornar o negocio lucrativo.

Efeitos

A imprevisibilidade dos efeitos causados a longo, medio e custo prazo tornam a intervenção do psicólogo que apesar de ser difícil pela afluência de novas drogas no mercado é fundamental a constante atualização do conhecimento desta área para a sua ação perante estas novas situações seja feita de forma mais competente.

Saiba mais sobre o que são drogas sinteticas.

Gostou do nosso conteúdo? Partilhe!